You are currently viewing <strong>Conheça os processos de uma transportadora</strong>

Conheça os processos de uma transportadora

Para entendermos como funciona o processo de transporte de cargas no Brasil, precisamos, antes de tudo, perceber que o principal objetivo de uma gestão de logística de distribuição é disponibilizar a quantidade de mercadorias certa no momento e no lugar certos. Além disso, é preciso otimizar processos para que as operações sejam rentáveis e lucrativas para as empresas.

Tendo uma padronização com estratégia certa haverá redução de custos e aumento dos lucros dentro da empresa. Para se manter no mercado, a transportadora necessita estar um passo à frente de seus concorrentes, mesmo diante desse mercado tão complexo.

Entretanto, o processo de transporte e distribuição de cargas é complexo e dividido em algumas etapas. Veja algumas etapas relevantes dentre da transportadora.

A aplicação dos processos tem o objetivo de prever erros e dificuldades para serem solucionadas antes de ocorrem.

– Monitoramento de entrega

O monitoramento das cargas é realizado para que no trajeto, se surgir qualquer problema, seja mais fácil de identificar e resolver. Inclusive, informando o cliente quanto ao imprevisto e mudança de data de entrega. A transparência beneficia ambos os lados, cliente e transportadora.

O momento da entrega tem papel fundamental no aproveitamento de recursos de transporte e, nesse caso, deve-se considerar custos, prazos e qualidade.

– Gerenciamento de frotas

Controlar a manutenção dos veículos, prazo de documentação e gasto de combustível é imprescindível para se fazer um gerenciamento de frotas e obter um melhor controle dos gastos. Esta gestão permitirá analisar onde estão sendo feitos os maiores gastos e como reduzi-los. Haverá um melhor investimento neste processo e, por consequência, aumentará a receita da transportadora.

É importante optar sempre por aquele transporte de cargas confiável, ágil e que ofereça mais vantagens para o cliente.

– Profissionais envolvido

O número de funcionários e funções variam dependendo do porte da empresa, no entanto, há aqueles que são determinantes para a transportadora trabalhar como:

  • Gerentes, coordenadores e supervisores;
  • Analistas;
  • Assistentes;
  • Auxiliares;
  • Conferentes;
  • Motoristas.

– Conferência da carga

Após a expedição, que é a etapa final dentro de um centro de distribuição, é necessário conferir as cargas em quantidade e tipo. Erros nessa etapa podem resultar em devoluções, que geram prejuízos tanto para o distribuidor quanto para o varejista. No caso de uma carga perecível, por exemplo, os cuidados com o transporte e principalmente com a conferência são ainda maiores, já que é preciso se atentar ao prazo de validade do produto.

– Descarregamento, roteirização e entrega da carga

Grandes volumes de cargas chegam aos centros de consolidação por vários tipos de transporte, porém com destinos diferentes. Nessa etapa, ocorre o descarregamento e a roteirização das cargas. Na grande maioria das vezes, os veículos pesados são descarregados e as mercadorias, após serem roteirizadas, são carregadas em veículos menores.

– Análise de indicadores

Os indicadores de desempenho logístico servem para avaliar e medir o nível de desempenho de processos e devem atender a estratégia e meta dos distribuidores. Os indicadores principais no ambiente de distribuição incluem:

  • Tempo em trânsito;
  • Devoluções;
  • Exatidão das notas de transporte;
  • Pontualidade das entregas.

Por esses e outros motivos, quando você está busca um suporte de alto padrão e diferenciado, escolha contratar uma transportadora que trabalha com as melhores condições da atualidade. Entre em contato com a empresa e solucione suas dúvidas. Trazemos confiança na hora de contratar um transporte de carga. Somos referência em variados segmentos com cases de sucesso em logística expressa.

Deixe um comentário